Entenda por que estamos viciados em Risografia

Você ama essa estética e não sabe o nome.
Aquela impressão sujinha.
Algumas vezes fora de registro.
Com cara de serigrafia.
Com jeito de cópia.
Quase artesanal.
Conheça a Risografia.

Risografia, a estética que você ama sem saber 2015 Printing Calendar

Mas o que é Risografia?

Risografia – Risograph, em inglês ou apenas Riso, para os íntimos – é uma marca de impressoras/copiadoras criadas no Japão nos anos 80 para viabilizar impressões de baixo custo em alto volume. Foi usada incialmente para imprimir lotes de cartazes de colégios e igrejas com a técnica que é um mix entre fotocópia e serigrafia.

O pitch dos inventores era simples e direto: se você precisa de mais de 50 cópias e menos de 10 mil, é mais barato com a Riso. O preço mais em conta vinha do uso de tintas mais baratas (do que toner) aliado ao consumo reduzido de energia elétrica e da menor necessidade de manutenção das máquinas.

Máquina Risograph

Mas cadê o glamour?

Pra começar, as Risos modernas usam tinta vegetal/mineral e são super rápidas – quase como uma offset. Elas funcionam mais ou menos assim:

  • A imagem a ser impressa é escaneada e transferida para um tipo de stêncil chamado de Master
  • O Master é enrolado num tambor cilíndrico, cheio de tinta líquida
  • O papel é puxado pela máquina, que molha o stêncil com a tinta e transfere a impressão pro papel

Já deu pra entender que é como na serigrafia, certo? Uma cor de cada vez – e isso precisa estar na ponta da língua na hora de preparar a arte para impressão, o pode ser bastante trabalhoso.

Cada gráfica Riso oferece uma gama de cores limitadas e você pode consegue tonalidades diferentes brincando com o percentual de cada uma – a impressora é bastante fiel – ou sobrepondo camadas de cor diferentes (eu ouvi Overlay de Photoshop?), numa experimentação deliciosa.

Como em qualquer processo de sobreposição de cores, há a chance da impressão ficar levemente fora de registro. No caso da risografia, o erro e as imperfeições são o que consideramos o grande charme da técnica.

Os feras da Riso

Tem muito artista usando e abusando da técnica, libertando a imaginação sem medo. Selecionamos alguns trabalhos nacionais pra você conferir:

Festival Camelo, em BH Festival Camelo, em BH

Zine Anátema, de Heitor Kimura Zine Anátema, de Heitor Kimura

Cartões de visita de Marina Cardoso Cartões de visita de Marina Cardoso

Dialógica, de Ronei Sampaio Dialógica, de Ronei Sampaio

Posters de Marcelo Fiedler Posters de Marcelo Fiedler

Festival Conexão Nordeste Festival Conexão Nordeste, de Pedro Caricchio

Onde imprimir Riso no Brasil?

Se você estiver em Sampa, procure a meli-melo Press. Os caras são feras na impressão risograph editorial pra pequenas e médias tiragens. Imprimem, como eles dizem, o que couber num A3.

Nas terras paulistas você ainda encontra o Estúdio Pilha, com mais Riso pra quem é fã.

No Rio, Risografia tem nome e sobrenome já conhecidos por aí: Risotrip print shop co.. Lá, os especialistas vão de cursos e workshops a livros e zines. Tem até arte em Riso de nossos Studios por lá.