Um diálogo entre o céu e o artista

Este post foi escrito em colaboração com Julia Brazolim do Studio @juliabrazolim


Está escrito nas estrelas: a astronomia e a arte têm o hábito de conversar. E é fácil entender o porquê, com um exemplo simples: como visualizar um astronauta em uma nebulosa? Não há fotos. Há apenas possíveis interpretações artísticas.

julia

Imagem da nebulosa Cygnus Loop que está 1500 anos-luz de distância da Terra. (Fonte: NASA/AFP)

Toda forma de arte já contou com olhares peculiares sobre corpos celestes: do céu e suas tonalidades ao brilho das estrelas, passando pela temporalidade das nuvens e fechando com a força do nascer e pôr-do-sol.

Sem contar o fascínio universal pela lua, em todas as suas fases e nuances. Nosso satélite natural foi exaltado em obras como "O Nascer da Lua" do artista Paul Klee em 1915, "A Lua" de Tarsila do Amaral em 1928 e no famoso filme "Viagem à Lua" (Le Voyage dans la lune), de Georges Méliès em 1902.

julia2

Imagem retirada de uma das cenas do filme disponível no Youtube, Viagem à Lua (Le Voyage dans la lune), de Georges Méliès, em 1902.

O olhar de Van Gogh para as noites também ficou eternizado na pintura A Noite Estrelada (The Starry Night) e está presente em outras diversas obras do artista. Muitos acreditam que sua obra mais famosa faz clara referência a estrela V838 Monocerotis e a galáxia Whirlpool.

julia3

A Noite Estrelada (The Starry Night), de Van Gogh - 1889, Pixabay

Olhar para o céu à noite é quase como ver uma pintura. Não é à toa que filósofos, egípcios, matemáticos gregos e, posteriormente, os alquimistas já retratavam o céu e seus elementos usando símbolos geométricos.

Crateras lunares não são verdadeiras obras de arte? Fotos tiradas por satélites da NASA, mostram relevos extraterrestres e só conseguimos ver pinturas com cores e traços únicos.

julia4

“Layers and Dark Dunes”. Foto tirada da superfície de Marte.(Imagem: NASA)

Com a evolução dos telescópios, é possível registrar belas fotos de planetas e nebulosas. Imagens de colisões de galáxias combinadas ao infra vermelho são hipnotizantes.

Mas o que muita gente não sabe é que boa parte das imagens espaciais encontradas em revistas e na Internet são, na verdade, ilustrações.

julia5

Ilustração do mini Sistema Planetário KOI-961 descoberto na Missão Kepler. (Imagem: NASA/JPL-Caltech)

O projeto Visions of the Future é um bom exemplo da união arte/ciência. Em parceria com a NASA, o grupo de estrategistas visuais The Studio desenvolveu uma série de cartazes ilustrando viagens pelos exoplanetas.

julia6

Representação artística da superfície de um dos exoplanetas do Sistema (Imagem: NASA/JPL-Caltech).

No grupo multidisciplinar – que já faz história – artistas, ilustradores e designers trabalham com cientistas, engenheiros e comunicadores. Um time de estrelas pra desvendar os mistérios da arte e da ciência. E com essa conversa, a gente é que ganha!

» Confira os cartazes no site do projeto


Sobre @juliabrazolim

Julia Brazolim é uma desenhista de rabiscos, escritora de rascunhos, amante da ciência, formada em Técnico em Informática, aprimorando um app didático voltado para o ensino da astronomia. Trabalha com freelas de sites e afins, ama filmes e livros.

Conheça o Studio da artista


A arte do header é de @tobefonseca.

Não perca nossas promos

Receba conteúdo exclusivo e saiba das novidades antes!